Copyright 2019 - Equipe EESC USP Baja SAE | Todos os direitos reservados

Nacional 2017

A 23ª edição da Competição Nacional ocorreu entre os dias 9 a 12 de março de 2017. Neste ano foi realizada novamente na FATEC, em São José dos Campos. Nessa edição a competição teve um número recorde de equipes e carros inscritos, com 88 e 82 respectivamente. A equipe compareceu com seus dois protótipos desenvolvidos durante o ano (2016 – EESC USP 1 #17 e 2017 – EESC USP 2 #18).

Alguns meses antes da competição, a equipe já tem que realizar algumas atividades.

O relatório de projeto, uma prova que avalia um documento que contém tudo o que foi levado em conta no desenvolvimento e projeto do carro. Tomamos algumas penalizações nos relatórios, apesar disso obtivemos o 8º lugar com o carro #18 e o 14º com o #17.

Houve também a apresentação de palestras em escolas de ensino médio de São Carlos, buscando incentivar a engenharia e despertar a curiosidade nos jovens. Além da arrecadação de 60kg de alimentos por cada carro para ajudar instituições por todo o Brasil.

  • Segundo Dia: 10/03

 

Dia das Apresentações de Projeto, onde é apresentado aos juízes o que foi desenvolvido no projeto do carro, a prova avalia os seguintes subsistemas: Cálculo Estrutural, Design, Eletrônica, Freio, Gestão, Powertrain, Suspensão e Vendas & Marketing.

Os resultados não foram como o esperado, apesar de mostrarmos uma evolução em vários subsistemas, outros encontramos muito espaço para crescimento.

  • Primeiro Dia: 09/03

 

Dia das Provas Estáticas – Inspeção de Segurança, Prova de Conforto e Prova de Frenagem -, onde verifica-se se os veículos estão dentro das normas, ou seja, aptos para prosseguirem para as provas dinâmicas.

Com ambos os protótipos passamos sem nenhuma penalidade, onde o protótipo #17 passou sem nenhuma irregularidade. Os dois carros passaram de primeira na prova de frenagem e foram elogiados na prova de conforto.

  • Terceiro Dia: 02/04

 

Dia das provas dinâmicas – Aceleração, Velocidade, Tração, Slalom e Suspension -, onde é um circuito fechado que o carro tem 2 horas para completar todas as 5 provas. O Slalom definiu o grid do enduro.

 

Com ambos os carros realizamos as provas na ordem: Aceleração, Velocidade, Tração, Slalom e Suspension. De acordo com o que julgamos melhor para o momento. Encontramos alguns problemas com o carro #17 relacionado a aquecimento do motor, além disso a CVT não apresentou o desempenho esperado. Apesar dos problemas ainda obtivemos o segundo lugar no suspension.

O #18 não apresentou nenhum problema no carro, porém infelizmente na segunda passagem do suspension ele travou em um obstáculo, o que o impediu de terminar a prova.

  • Quarto Dia: 03/04

 

O último dia de competição possui exclusivamente a prova de enduro, 4 horas de corrida repletas de muita emoção e lama.

O carro #17 já estava apresentando alguns problemas relacionados a CVT desde o início da corrida, perto da metade da prova ele foi obrigado a parar por conta de um problema nessa peça. Depois cerca de uma hora a equipe conseguiu consertar o carro e colocá-lo de volta na prova, onde ele continuou até o término do enduro.

O carro #18 começou apresentando um bom desempenho na prova, porém na passagem de obstáculos, alguns elementos da suspensão foram danificados, necessitando troca desses componentes. Após o reparo dessas peças o carro voltou a correr, onde permaneceu até o fim da prova.

No final a equipe obteve os seguintes resultados na competição: