Copyright 2019 - Equipe EESC USP Baja SAE | Todos os direitos reservados

Nacional 2016

A 22º edição da Competição Nacional ocorreu entre os dias 31 de março e 3 de abril de 2016. Neste ano foi realizada pela primeira vez na FATEC, em São José dos Campos. Como de costume a equipe compareceu com seus dois protótipos que foram desenvolvidos e testados durante o ano (2015 - #7 e 2016 - #8).

Nos meses que antecederam a competição, a equipe já obteve resultados satisfatórios durante a entrega de relatório, onde se envia um documento contendo tudo que foi desenvolvido no carro durante o projeto, conquistando o 2º e 5º lugares.

 

Houve também a apresentação de palestras em escolas de ensino médio da rede pública e privada de São Carlos, buscando incentivar a engenharia e despertar a curiosidade nos jovens. Além da arrecadação de 90kg de alimentos de cada equipe para ajudar instituições por todo o Brasil.

  • Primeiro Dia: 31/03

 

Dia dedicado às provas estáticas - Prova do Motor, Inspeção de Segurança, Prova do Conforto e Prova do Freio -, onde os carros são totalmente checados, buscando ver se estão dentro das regras e aptos para disputar as provas dinâmicas.

 

Com o veículo principal (protótipo 2015), a Equipe conseguiu passar sem penalizações e de forma rápida pelas provas do motor e de segurança. Já o veículo estreante passou por alguns re-checks, mas tudo foi solucionado dentro do tempo e se pudesse prosseguir para as provas seguintes.  Nas provas de conforto e freio, ambos os carros foram aprovados com direito a elogios por partes dos juízes.

  • Segundo Dia: 01/04

 

Inteiramente dedicado para as apresentações de projeto, a fim de mostrar aos juízes o trabalho desenvolvido durante o ano nas áreas de Cálculo Estrutural, Powertrain, Freio, Suspensão e Direção, Vendas & Marketing, Gestão, Design e Eletrônica.

 

Como nas últimas competições, a Equipe mostrou melhoria nessa prova, ficando a poucos pontos de ir para o Finals, no qual os juízes tem um tempo maior para questionar cada uma das áreas mais especificamente e as equipes ganham uma pontuação extra.

  • Terceiro Dia: 02/04

 

No penúltimo dia de competição, ocorreram as provas dinâmicas. Com a rápida aprovação nas provas de conforto, ambos os carros puderam estar na primeira janela para a arena, onde têm um total de 2 horas para fazer as passagens pelas 5 provas: Aceleração, Velocidade, Old School, Tração e Suspension & Traction.

 

Confiante de obter bons resultados devido a todos os testes na área trabalhados durante o ano, a Equipe começou pelas provas de aceleração e velocidade e, na sequência, foi para a prova de Old School. A última foi a prova de Suspension & Traction, que contou com um alto grau de dificuldade neste ano e, assim como mais de 90% das equipes, a Equipe não conseguiu completá-la.

  • Quarto Dia: 03/04

 

O último dia de competição foi dedicado exclusivamente ao Enduro, prova com 4 horas de emoção e disputas intensas. No início da prova, a Equipe optou por uma condução rápida, sempre visando a conquista do 7º Título Nacional. Desta forma, foi possível conquistar a volta mais rápida do evento com o carro #7.

 

Infelizmente, perto da metade da prova, houve problemas na transmissão e o carro foi obrigado a ir para o box, onde se tentou realizar todos os reparos possíveis. O problema, porém, persistiu e o veículo não conseguiu completar a prova.

 

Já o carro estreante, mostrou que também estava bem preparado e participava de boas disputas. Entretanto em uma delas, acabou por sofrer um acidente que amassou um dos tubos do chassi. Toda a Equipe trabalhou por mais de duas horas e, por fim, conseguiu recolocar o carro na pista para que ele terminasse a prova.

Ao final, a Equipe obteve os seguintes resultados: