Copyright 2019 - Equipe EESC USP Baja SAE | Todos os direitos reservados

Mundial 2018

  A Competição Baja SAE Kansas aconteceu entre os dias 17 e 20 de maio de 2018, na Pittsburg State University, em Pittsburg (Kansas) e contou com 95 equipes de países como Estados Unidos, México, Canada, Índia, Brasil e Emirados Árabes.

  Após ter vencido a XXIV Competição Baja SAE Brasil, a Equipe EESC USP Baja SAE conquistou uma vaga para participar da Competição Mundial junto aos segundo e terceiro colocados na competição brasileira. Mas antes mesmo da conquista do titulo nacional,  relatório de custos e documentos do projeto foram enviados à SAE International a fim de tornar o protótipo elegível para uma possível vaga.

  Em janeiro de 2018 foi entregue a primeira parte do relatório de custos e documentos do chassi. Em maio, foi entregue o relatório final, em que a Equipe foi classificada em 16º lugar. E no mês de abril enviamos o Relatório de Projeto.

 Logo após a competição Nacional, contactamos nossa Universidade para inicio do processo de exportação do carro. Paralelamente iniciamos uma campanha de crowdfunding para angariar fundos para a viagem aos EUA. 

  A previsão para a chegada do carro em Lincoln, Nebraska, era dia 3 de maio de 2018, assim, a Equipe desembarcou na cidade americana no dia 5 para conhecer a University of Nebraska–Lincoln cuja equipe de baja nos acolheria nesta temporada nos EUA. Infelizmente quando já estávamos nos EUA fomos informados de imprevistos na Receita Federal Brasileira e na Agência de Proteção Ambiental Americana. Esses imprevistos atrasaram em 2 semanas a chegada do nosso protótipo que só desembarcou em Pittsburg na madrugada do dia 14 de maio.

2º dia 

  Voltado para as apresentações de projeto e inspeção de segurança, neste dia, os membros apresentaram para juízes todo processo de projeto, construção e validação do protótipo. A prova foi organizada pela empresa POLARIS INDUSTRIES® e em 15 minutos os juízes da empresa questionaram os apresentadores sobre suas decisões de projeto, testes e validação.  Infelizmente, não alcançamos pontuação necessária para as Finais de Projeto sendo nossa equipe classificada em 34º.

    Na inspeção de segurança os juízes apontaram correções que deveriam ser feitas no carro. Após as apresentações de projeto, trabalhamos no que tinha sido apontado pelos juízes e conseguimos passar na inspeção no 3º dia sem nenhuma penalização.

4º dia 

  No último dia acontece a prova com maior possibilidade de pontuação, o Enduro de 4 horas. Devido à uma nova ameaça de tornado a organização do evento decidiu diminuir a duração da prova para 2 horas.

    O protótipo entrou na prova com bom desempenho, mas na segunda volta houve um acidente que causou problemas na suspensão e direção. A Equipe resolveu os problemas e o protótipo voltou para a prova competindo em alto nível. 

     Uma nova quebra impossibilitou a continuidade na prova, mas a Equipe novamente trocou as peças e o carro voltou para o Enduro cerca de 5 minutos antes do encerramento da prova.

   Com 5 voltas no enduro  a classificação na prova foi a 68ª posição.

1º dia 

  Dia dedicado à prova do motor e apresentação de vendas na qual o objetivo é apresentar uma proposta de venda do protótipo.    Apesar da falta de tempo para testes, não tivemos problemas na inspeção do motor, fomos elogiados na apresentação de vendas conquistando o 21 lugar. 

3º dia 

  Uma ameaça de tornado alarmou os participantes da competição e levou à uma evacuação minutos após passarmos na prova de segurança. 

  Normalizada a situação, todas as equipes foram autorizadas à voltar para a competição. A Equipe passou na prova de frenagem e entrou nas provas dinâmicas. que, devido à tempestade, estavam com muita lama. 

  O objetivo da Equipe era completar todas as provas antes de uma possível nova ameaça de tornada, assim, completamos todas as provas sem  nenhum problema no carro e minutos antes da segunda evacuação do dia devido à tempestade. A organização do evento encerrou as provas dinâmicas mais cedo para segurança dos participantes. Nas dinâmicas a Equipe conquistou os seguintes resultados:

  • Aceleração: 39º lugar

  • Tração: 46º lugar

  • Manobrabilidade: 20º lugar

  • Suspensão: 23º lugar

Obrigado!

   A competição mundial foi um grande aprendizado para a Equipe! Conquistamos a 50ª posição geral, mas dedicação, garra e trabalho em equipe definiram a temporada nos EUA e o sentimento geral é de que no próximo ano a EESC USP Baja SAE voltará aos EUA para trazer um troféu para o Brasil. 

    Ir para o mundial foi possível graças à Universidade de São Paulo, Escola de Engenharia de São Carlos, membros antigos, estusiastas do projeto baja, SAE Brasil e patrocinadores. Muito obrigado pelo apoio! Agradecemos também às Equipes Car-Kará Baja SAE, Husker Racing SAE e Baja UFMG que nos apoiaram durante a competição.